ezgif.com-gif-maker.gif
 
logo.jpg gif_cabecalho.gif
I9 Informática..jpg
picasion.com_51650377fc8aaba41ddd02d2f011f399.gif
material realeza1.jpg

Solução Auto Peças.gif

ENEM 2016 - MEC divulga resultados.
Por Jacqueline Dutra de Carvalho em 18/01/17 - 11h26

Mais de 5,8 milhões de candidatos fizeram as provas do Enem 2016. Se você é um deles, deve estar roendo as unhas para saber quando sai o resultado do exame que pode garantir sua entrada na faculdade.

O gabarito oficial foi divulgado no dia 9 de novembro, mas o resultado final, com as notas de todas as provas, sai nesta quarta-feira (18).

Infelizmente, não dá para adivinhar a nota contando o número de acertos. É que a correção do Enem é bem mais complexa.

Entenda como funciona a correção do Enem e como acessar suas notas quando sair o resultado!

Qual é a forma de calcular as notas do Enem 2016

Você fez a prova e marcou todos os acertos. Agora é hora de entender como a nota do Enem é calculada. É muito diferente de somar as questões corretas, como estamos acostumados na escola.

O Enem utiliza o modelo de Teoria de Resposta ao Item (TRI), que leva em consideração o grau de dificuldade de cada questão e a coerência do participante em relação ao conjunto da prova. Ou seja, a prova traz questões com níveis de dificuldades diferentes e a TRI ajuda a identificar até que grau de dificuldade o candidato consegue resolver - se o conhecimento daquela matéria é razoável, médio ou alto.

A TRI considera que todo mundo que faz a prova do Enem (e entrega o cartão-resposta preenchido) tem algum conhecimento nas matérias pedidas. Por isso, mesmo que um candidato erre todas as questões, não vai tirar zero. Nos últimos anos as notas mínimas têm ficado perto dos 300 pontos. Já as máximas, por causa desse cálculo complexo, às vezes podem até ultrapassar os 1.000 pontos!

A prova de redação é corrigida de forma diferente. Ela vai passar pelas mãos de dois profissionais credenciados pelo MEC. Eles irão observar cinco competências, entre elas seu domínio da língua escrita, sua capacidade de argumentar e propor uma solução para o tema respeitando os direitos humanos. Cada uma das cinco competências vale 200 pontos, portanto a nota da redação pode chegar a 1.000 pontos.

Quando saem os resultados individuais do Enem 2016?

O acesso ao Boletim de Desempenho Individual, com a nota das quatro provas objetivas e da redação, sai no dia 18 de janeiro de 2017.

Onde posso consultar meu resultado do Enem 2016?

Os resultados do Enem 2016 serão divulgados no site oficial do Exame.

Para acessar seu Boletim de Desempenho Individual, entre na área correspondente e informe seu número de inscrição ou CPF e senha. Você poderá ver as notas das quatro provas objetivas e da redação.

Quais vagas e oportunidades posso buscar com meus resultados do Enem 2016?

O Enem surgiu como avaliação da qualidade do Ensino Médio e se transformou na principal porta de acesso para o ensino superior - isso sem falar em programas de bolsas de estudo e financiamento.

Confira algumas oportunidades que podem se abrir a partir da sua nota no Enem:

Você pode utilizar sua nota no Enem para concorrer a uma vaga em universidades públicas de todo o País. O processo segue o Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Para entrar na disputa você deve ter participado do Enem mais recente e não ter zerado na redação. Fique atento, pois as inscrições para o Sisu começam logo após a divulgação do resultado do Enem. Quanto à pontuação, tudo vai depender do curso que você deseja e também da universidade - cada instituição define a nota mínima para seus cursos. Em 2017 haverá duas edições do Sisu: em janeiro e junho.

A nota do Enem mais recente também é pré-requisito para quem quer participar do Programa Universidade para Todos (ProUni). Esta iniciativa do Governo Federal é voltada a estudantes de baixa renda, que podem conseguir bolsas integrais ou que cobrem 50% do valor das mensalidades em faculdades privadas. A pontuação mínima no Enem é de 450 pontos e acima de zero na redação.

Você pode usar sua nota do Enem para tentar financiar a faculdade particular com recursos do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), também do Governo Federal. Embora este programa esteja passando por mudanças, edições recentes priorizaram áreas como a da Saúde, Engenharia e Educação, por exemplo. Para participar, é preciso atender aos requisitos de renda e ter feito alguma prova do Enem a partir de 2010, com nota acima de 450 pontos e sem ter zerado na redação.

O Enem também é cada vez mais aceito por instituições privadas reconhecidas MEC. Geralmente essas faculdades também participam do ProUni, do FIES e oferecem financiamentos próprios.

Compartilhar:

Portalvilanova.com / Mundo do Vestibular
Postado em: Educação

Veja mais em...
 
Gif-para-test.gif
16142757_1702623726694879_6512629570592083712_n.jpg
ezgif.com-gif-maker (1).gif
©2009 - 2017 Portal Vilanova - Todos os direitos reservados. MarceloDSN