ezgif.com-gif-maker.gif
 
logo.jpg gif_cabecalho.gif
I9 Informática..jpg
picasion.com_51650377fc8aaba41ddd02d2f011f399.gif
material realeza1.jpg
AFI PARK.jpg

Solução Auto Peças.gif

MATIPÓ - Jovem é preso por apologia ao crime ao debochar de morte de policial em Santa Margarida.
Por Jacqueline Dutra de Carvalho em 16/07/17 - 13h16
 
No dia 15 de julho de 2017, por volta das 14h00min, foi constatado que o autor Mateus Lopes da Silva, 19 anos, cometeu crime,  pois postou em diversos grupos de Whatsapp mensagens em que ele zomba da morte de um policial militar, enaltecendo a ação delituosa praticada pelos criminosos.
 
 
 
 
Tal postagem refere-se à uma ocorrência de roubo ocorrido na cidade de Santa Margarida/MG, que resultou na morte do Cb PM Marcos Marques da Silva.
 
O autor declarou que realmente fez a postagem e a repassou para diversos grupos de whatsapp, porém não esclareceu o motivo. Ele terá que comparecer ao Juizado Especial Criminal da Comarca de Abre Campo / MG, onde responderá pelo crime de APOLOGIA AO CRIME, previsto no artigo 287 do Código Penal.
 
 
 
 
A Polícia Militar agradece à população de bem que se comoveu com a morte do Cb PM Marcos, o qual faleceu cumprindo honrosamente sua missão de servir e proteger a sociedade e pede a colaboração da população para que auxilie e denuncie as pessoas que praticarem APOLOGIA AO CRIME, pois todos os autores serão presos e conduzidos.
 

MAIS DUAS PRISÕES

Um pintor de 37 anos foi preso pelo crime de apologia à morte do Cabo Marcos Marques da Silva atingido na cabeça por tiros na última segunda-feira (10), após assalto a banco em Santa Margarida. Leandro Rodrigo Aparecido foi identificado pela PM após fazer um comentário em uma postagem no Facebook em que pessoas comemoravam a morte do policial militar.

 

Leandro foi abordado durante patrulhamento pela avenida Jaçanã Musa dos Santos, em Poços de Caldas, no sul de Minas. Os militares mostraram o print da postagem e ele confirmou ser o autor do comentário. O pintor foi preso em flagrante e levado para a sede da 18ª Companhia Independente de Policiamento Especializado onde foi ouvido e liberado. Terá de comparecer ao Juizado Especial Criminal.

O desempregado Arnaldo Albuquerque Cavalcante Júnior, de 24 anos, foi preso em casa no Jardim Bela Vista, em Caldas, por também fazer apologia à morte do PM. 

Ele e o pintor comentaram a publicação feita por Jamily Silvério. Além de presos, Leandro e Arnaldo tiveram os celulares apreendidos.

 

APOLOGIA AO CRIME X INCITAÇÃO AO CRIME

Incitação ao crime


Art. 286 - Incitar, publicamente, a prática de crime:

  • Pena - detenção, de três a seis meses, ou multa.

 

Apologia de crime ou criminoso


Art. 287 - Fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime:

  • Pena - detenção, de três a seis meses, ou multa.

 

Fazer apologia significa elogiar, louvar, fazer discurso de defesa, assim sendo, quem incorre no delito de apologia ao crime está elogiando, publicamente, autores de crimes ou a ocorrência do crime em si.

Incitar significa estimular, impelir, instigar. Neste caso, a incitação ao crime estará caracterizada quando o agente estimula publicamente a prática de um crime.

Compartilhar:

Portalvilanova / Com informações da PM
Postado em: Polícia

Veja mais em...
 
Gif-para-test.gif
16142757_1702623726694879_6512629570592083712_n.jpg
ezgif.com-gif-maker (1).gif
24991270_10214857880982264_955541836691778850_n.jpg
©2009 - 2017 Portal Vilanova - Todos os direitos reservados. MarceloDSN